Diálogo Diário de Segurança do Trabalho (DDS)

Todos os dias nos deparamos com notícias de acidentes de trabalho dentro e fora das empresas, isso acontece por muitos motivos, nos quais estão: falta de atenção dos profissionais, mau uso dos equipamentos de segurança, descaso das empresas e movimentos repetitivos. É possível encontrar muitas formas de evitar os acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais, entre elas está  o DDS (Diálogo Diário de Segurança do Trabalho).

Diálogo Diário de Segurança do Trabalho (DDS)

O DDS (Diálogo Diário de Segurança do Trabalho) é uma conversa rápida que deve ser realizada antes dos trabalhadores começarem as atividades. O objetivo principal do DDS é conscientizar os trabalhadores dos cuidados que devem ter durante suas atividades diárias, com isso, eles trabalharão com mais segurança, sem danificar o meio ambiente e com mais saúde e qualidade de vida.

O DDS precisa ser realizado em um tempo que pode variar entre 5 e 15 minutos, e antes do início do expediente de trabalho, esses minutos são reservados para discussões, sugestões e para dar instruções básicas sobre os assuntos que têm relação com as doenças ocupacionais e prevenção de acidentes de trabalho.

O Diálogo Diário de Segurança do Trabalho é uma importante ferramenta usada pela segurança do trabalho, criada nos anos 90, e com o tempo foi ampliada com outras ferramentas, como o DDHS (Diálogo Diário de Higiene e Segurança) e o DHSMQ (Diálogo Diário de Higiene, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade).

Benefícios e como fazer o DDS

O DDS (Diálogo Diário de Segurança do Trabalho) oferece muitos benefícios para as mais variadas empresas e também para os seus empregados, entre eles estão: redução do custo com assistência médica, diminuição dos acidentes de trabalho, aumento da produtividade, melhora do ambiente de trabalho, aumenta a consciência dos trabalhadores, eleva o nível de segurança e melhora a satisfação dos trabalhadores.

O Diálogo Diário de Segurança do Trabalho pode ser comandado por diferentes profissionais, sendo que os mais indicados são: o chefe, supervisor, técnico em segurança do trabalho, algum funcionário da empresa escolhido para essa função ou membros da CIPA ou da SESMT.

Antes de adicionar o DDS na rotina de trabalho é preciso informar a todos os trabalhadores, o motivo pelo qual, esse diálogo está fazendo parte do horário de trabalho. Embora esse procedimento tenha a duração de no máximo 15 minutos, ele é altamente eficiente para auxiliar na prevenção dos acidentes de trabalho e diminuir as doenças causadas pelas atividades de trabalho.

O DDS, além de rápido, deve passar para os trabalhadores um conteúdo objetivo, com histórias e temas da atualidade e que atraiam o interesse dos funcionários de todas as áreas. Por ser um diálogo, o líder deve falar claramente com os funcionários e se possível, colocar em um lugar onde todos os trabalhadores frequentam, o calendário dos encontros do Diálogo Diário de Segurança do Trabalho.

Os assuntos abordados no DDS devem ser em torno dos acidentes de trabalho e das doenças ocupacionais, que continuam sendo muito comuns em todo o mundo. Então se é dono de uma empresa adicione hoje mesmo o Diálogo Diário de Segurança do Trabalho.